Aqui você se encontra!

Eventos

29
Set

A Insegurança pode paralisar a sua Vida

Sábado - 9h as 18h
  • 19 Vaga(s)
  • 136 Visualizações
  • 2 Comentários
homem-negro-stressado

Sobre o evento

Este Workshop vai levar-nos a verificar que podemos sentir insegurança em várias dimensões práticas: física, social, financeira, interpessoal e emocional, porém há um nível muito mais profundo de insegurança, a insegurança existencial. Pessoas inseguras são aquelas cuja insegurança resulta de falta de confiança, manifestando-se em uma constante, persistindo como parte dos traços que compõem sua personalidade. O inseguro é levado a rejeitar todas as tarefas com responsabilidade e componentes de risco, exatamente pela dificuldade de assumir as consequências. Isso também explica por que buscam o apoio de outras com quem possuem vínculo de dependência excessiva. Com o conselho de outros, julgam que é um pouco mais fácil decidir ou definir objetivos. Os inseguros gostam de ‘receber ordens’, deste modo são liberadas da dificuldade que envolve tomar uma decisão e não se sentem tão profundamente culpadas se ocorrer uma falha. Muitas vezes usam mecanismos psicológicos de defesa, como repressão, inibição e compensação buscando encobrir a insegurança em si mesmos.

Para quem se destina?

Destina-se àquelas pessoas que vivem ou viveram os seguintes cenários de insegurança: não consegue pedir o que quer, nem defender os seus desejos e necessidades; custa-lhe falar em público; as críticas paralisam-no; não se sente bem com o seu corpo; não sabe aceitar/lidar com elogios; a sua autoestima está em má forma; não sabe como exprimir a sua discordância; tem dificuldade em conhecer e socializar com pessoas novas; insegurança nas relações amorosas... A maior parte destas situações têm um elemento em comum: a falta de assertividade, isto é, a capacidade para assumir de forma clara e honesta uma posição. Mas essa é, ou pode ser, apenas a ponta do iceberg. É preciso que se ajude para que a pessoa insegura seja mais firme, assumindo aquilo que sente ou que pensa, sendo fundamental realizar uma análise mais profunda e identificar a origem de cada vulnerabilidade. Há feridas antigas que podem precisar de ser saradas e isso requer um caminho terapêutico específico para cada pessoa.

O que você irá aprender?

Que é a nossa personalidade é em larga medida condicionada pelas nossas experiências logo desde a infância. Na medida em que uma criança for capaz de construir laços afetivos seguros com os adultos que a rodeiam, a probabilidade de se transformar num adulto autoconfiante aumenta. Mas, ainda assim, alguns acontecimentos traumáticos ou algumas relações afetivas adultas podem ser suficientemente impactantes de modo a abalar essa autoconfiança. Claro que quanto mais forte for a nossa bagagem emocional, maior será a probabilidade de assumirmos uma postura resiliente nestas circunstâncias, tivermos tido todos os laços afetivos que contribuíram para a estruturação da nossa personalidade, que podem ajudar-nos a ultrapassar mais rapidamente uma situação potencialmente traumática, permitindo que lutemos pelo que acreditamos e evitando que fortaleçamos sentimentos de insegurança. De resto, as pessoas com laços afetivos sólidos tendem a ser pessoas mais seguras.

Deixe um comentário



2 Comentários

    • Olá, Norma:

      Para participar do nosso workshop gratuito do dia 29.09 você precisa se inscrever no nosso site www.religare.com.br, onde há um link para esse propósito. Assim você receberá novos convites para nossos encontros e mensagem confirmando sua inscrição. Seja muito bem-vinda!

PRÓXIMOS EVENTOS